top of page
  • Foto do escritorWMB Marketing Digital

É mentira: veja 8 mitos sobre tecnologia em que todo mundo já caiu um dia

Acreditar que IAs são conscientes ou que o antivírus sempre será eficaz estão entre as crenças erradas mais famosas; confira mentiras sobre tecnologia em que você provavelmente já acreditou

Nem toda crença popular sobre tecnologia é verdadeira. Quem cresceu nos anos 1990, por exemplo, certamente já ouviu que videogames estragavam aparelhos televisivos — o que não é verdade. Hoje, poucas pessoas acreditam nisso, mas ainda existem muitos mitos sobre tecnologia que enganam inúmeros internautas. Ditos como "macOS não pega vírus" ou "inteligências artificiais (IAs) têm consciência" são repetidas constantemente no mundo virtual — e não apenas por leigos tecnológicos. Por isso, o TechTudo te convida a desconstruir essas mentiras e descobrir a verdade por trás delas. A seguir, confira oito mitos sobre tecnologia em que você provavelmente já caiu e não sabe.


Mentira 1: Não há riscos em usar Wi-Fi públicos


Redes Wi-Fi públicas são utilizadas por muitos usuários que buscam poupar seus dados móveis. Embora sejam comuns em restaurantes, aeroportos e outros estabelecimentos, essas conexões representam um risco para quem as utiliza, já que pode guardar diversos dados seus, inclusive de navegação.


Se for imprescindível se conectar a uma rede pública, evite acessar páginas sem verificação de segurança e não habilite o compartilhamento de arquivos. Além disso, não faça compras, pagamentos ou exponha seus dados bancários durante a navegação. Para obter mais segurança e tranquilidade ao acessar redes públicas, uma opção para ter mais segurança é utilizar uma VPN.


Mentira 2: A aba anônima garante navegação 100% privada


Muitos usuários pensam que ficam "invisíveis" quando utilizam a aba anônima, mas isso não é verdade. O próprio Google Chrome explica que a função apenas não salva históricos de navegação, cookies de sites e informações inseridas em formulários. Outras informações sobre o internauta, como o IP, ainda podem ser captadas por redes sociais ou por controladores de rede (se você estiver acessando a Internet do seu escritório ou escola).


Uma dica para deixar menos rastros enquanto navega pela web é utilizar navegadores focados em segurança. Opções como Brave Browser, Tor Browser e Onion, por exemplo, são capazes de ocultar as informações de IP dos usuários, já que exibem um outro endereço para observadores externos.


Mentira 3: MacOS não pega vírus


É verdade que os sistemas operacionais da Apple tendem a ser mais seguros do que outros, mas isso não impede que eles também sejam alvos de vírus ou malwares. Um fator que contribui para esse mito é que hackers e internautas mal-intencionados, como sabem da dificuldade de infectar dispositivos com macOS, focam seus esforços em máquinas com Windows. No entanto, isso não significa que os PCs da Apple não possam ser invadidos.


Mentira 4: Antivírus protegem você de qualquer ameaça online


Embora os antivírus forneçam proteção contra grande parte dos vírus e malwares existentes na web, eles não tornam os computadores invencíveis. Os programas de segurança têm bancos de dados com os códigos de vírus já conhecidos — que os fazem lidar bem com essas ameaças —, mas é possível que haja casos de vírus novos, que os programas ainda não sabem eliminar. Por isso, o usuário deve evitar baixar arquivos desconhecidos e deve buscar outras medidas de segurança em seu computador, como VPNs, uso de carteiras digitais e autenticação em dois fatores.


Mentira 5: IAs vão substituir o seres humanos


Embora as IAs sejam importantes para automação de inúmeras tarefas, não há nenhum indício significativo de que as máquinas vão substituir os seres humanos. Elas podem até ocupar espaço em tarefas repetitivas, mas ainda não conseguem disputar com pessoas em atividades criativas ou em tomadas de decisão mais subjetivas.


Além disso, as máquinas não contam com características inerentes aos humanos, como empatia, pensamento crítico, habilidades sociais e outras, e por isso não conseguem reproduzir com exatidão as ações humanas. Um exemplo disso é a inabilidade que as IAs têm de fazer mãos com perfeição.


Mentira 6: IAs têm consciência


Inteligências artificiais como o ChatGPT ou o Bard são capazes de interagir com os usuários como se tivessem consciência, mas a verdade é que elas não têm. As respostas dessas ferramentas, por mais complexas que pareçam, são ditadas por dados e algoritmos — que, por sua vez, são criados por humanos. Isso significa que os chatbots só executam aquilo que são programados para executar - diferentemente de pessoas, que conseguem utilizar a criatividade e a habilidade social para improvisar.


Mentira 7: O 5G pode causar doenças


Por utilizar frequências mais altas do espectro eletromagnético, o 5G sofreu com boatos e especulações de que a tecnologia poderia causar doenças. Segundo o rumor, a exposição à rede móvel de quinta geração teria relação com dores de cabeça, fadiga e problemas com sono. No entanto, não há evidências científicas que comprovem nenhum desses sintomas.


Mentira 8: Portas fechadas impactam o sinal do WI-FI


Diversos fatores podem impactar negativamente na qualidade de sua conexão Wi-Fi. Entre os "inimigos" do seu roteador, estão sobretudo superfícies metálicas, espelhos, aquários, micro-ondas, telas de LCD e até cabos desprotegidos. No entanto, diferentemente do que alguns usuários acham, a porta estar fechada ou aberta não interfere de forma alguma no acesso à Internet - paredes, por outro lado, sim.


Fonte: Techtudo

Comments


bottom of page