top of page
  • Foto do escritorWMB Marketing Digital

Instagram e Facebook vão cobrar por selo de verificado

Facebook e Instagram vão oferecer selo de conta verificada para quem estiver disposto a pagar mensalidade de US$ 11,99 (cerca de R$ 60 em conversão direta).

O programa Meta Verified inclui não apenas o selo azul, mas também recursos exclusivos, mais visibilidade para comentários e postagens e suporte dedicado com “uma pessoa real” quando você tiver problemas nas redes da companhia.


A novidade, anunciada em primeira mão pelo cofundador do Facebook e CEO da Meta Mark Zuckerberg, começa a ser testada inicialmente apenas em Austrália e Nova Zelândia ainda nesta semana e não tem preço nem chegada confirmada ao Brasil. O Canaltech entrou em contato com a representação brasileira da Meta, mas não houve retorno até o fechamento desta matéria.


O preço base, de US$ 11,99, será cobrado de quem assinar via site da web. Quem realizar a assinatura via celular (iPhone ou Android), paga mensalidade de US$ 14,99 (quase R$ 80 em conversão direta). O aumento se deve provavelmente par cobrir a taxa de até 30% cobrada por Apple e Google em negócios feito via App Store e Play Store, respectivamente.


Verificado pago e o que mais?

O Meta Verified segue o Twitter de Elon Musk e oferecer o selo de verificado como o grande chamariz de seu plano pago. Entretanto, assim como o Twitter Blue, o pacote conta com algumas novidades extrsa para quem estiver disposto a pagar mensalidade em Instagram e Facebook.


Segundo a Meta, os benefícios são os seguintes:


- Selo de Verificado: o tradicional selo azul que hoje só é possível conseguir caso a sua conta tenha alguma notoriedade e após realizar a solicitação e passar por um processo de revisão;


- Proteção contra impostores: monitoramento ativo para evitar que pessoas criem contas fazendo se passar por você;


- Ajuda personalizada: conversa com pessoas de verdade quando você tiver algum problema no Instagram ou no Facebook;


- Aumento de visibilidade e alcance: seus posts e comentários serão exibidos com mais relevância em buscas, recomendações e publicações;


- Recursos exclusivos (que a Meta ainda não detalhou exatamente quais seriam em seu site oficial).

Como se presume pelo nome do programa, o pagamento de uma única mensalidade dá direito à verificação de identidade no Facebook e no Instagram.


Pré-requisitos


Para assinar o Meta Verified, usuários de Facebook e Instagram devem ter realizado postagens anteriormente nas redes e no mínimo 18 anos. A empresa não especifica quanto tempo mínimo de conta é necessário para ser elegível, mas a ideia de que a pessoa tenha usado as redes antes de se candidatar indica que haverá algum limite para evitar fakes.


Para conseguir a verificação paga de sua conta, um utilizador de Instagram ou Facebook precisará enviar um documento oficial de seu país e usar seu nome real nas plataformas da Meta, informa a empresa.


A companhia promete que fará monitoramento ativo em busca de pessoas tentando se passar por outras — parece que a enxurrada de fakes que tomou conta do Twitter nos primeiros dias do Blue ensinou alguma coisa.


Fonte: CanalTech

bottom of page