top of page
  • Foto do escritorWMB Marketing Digital

Twitter começa a cobrar taxa anual para novas contas em alguns países; veja valores

Medida é uma forma encontrada pela empresa para diminuir quantidade de 'bots'

Surpreendendo usuários, a rede social X, anteriormente Twitter, anunciou que cobrará uma taxa de inscrição para novos perfis, a partir desta terça-feira (18). A medida foi justificada como uma forma encontrada pela empresa para frear a multiplicação de “bots” e, assim, reduzir a quantidade de spams na rede.


Em comunicado, a plataforma explicou que, por enquanto, o método de assinatura só é válido para novos usuários da Nova Zelândia e das Filipinas. Nos países, os interessados em ingressar na rede social deverão pagar um valor anual, que varia entre R$ 3,78 e R$ 4,20.


Vale lembrar que o pagamento da taxa é opcional, ou seja, usuários que não desejarem desembolsar o valor ainda poderão utilizar a plataforma. A diferença, no entanto, é que esses perfis só terão acesso a uma versão básica, que os limitará a ler postagens, assistir vídeos e acompanhar contas, sem conseguir publicar ou comentar algo.


Até o momento, segundo a rede, perfis já existentes nesses países não serão afetados pela mudança.


Melhorias polêmicas


Para justificar a cobrança, a empresa de Elon Musk argumentou que a taxa impedirá que “bots” possuam contas na plataforma, o que, consequentemente, diminuirá a quantidade de spams circulando.


"Isso vai avaliar uma medida potencialmente poderosa para nos ajudar a combater bots e spammers na X, ao mesmo tempo, em que equilibra a acessibilidade da plataforma com o pequeno valor da taxa", declarou o empreendedor.


Recentemente, Musk chegou a falar sobre a possibilidade de cobrar uma tarifa simbólica para todos os usuários, na tentativa de combater os perfis falsos. A ideia, porém, foi duramente criticada por usuários de várias partes do mundo.


O que são 'Bots' e 'Spams'?


Abreviação de “robots” (robôs, em inglês), "bot" é o termo utilizado para nomear programas de software autônomos, que executam tarefas pré-definidas. Nas redes sociais, eles são projetados para repetir comportamentos humanos, imitando usuários reais.


Nos últimos meses, esses programas têm abarrotado os comentários da plataforma X com mensagens repetitivas, os famosos “spams”. A multiplicação dos recados eletrônicos está desagradando usuários da rede social.


“Agora, toda vez que eu vou olhar os 'replies' (respostas) de um tuíte, que antes costumavam ser relevantes ou tinham a ver com o assunto, só tem um monte de bot e propaganda. Tô saindo bloqueando todos, nunca tive uma lista de bloqueios tão grande”, afirmou um perfil.


Fonte: Diário do Nordeste


Gostou do conteúdo? Confira outras notícias em nosso portal! E não deixe de seguir a WMB Marketing Digital no Instagram para acompanhar nossas novidades.


Komentarze


bottom of page